segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Dia Mundial do Poeta: Põe-te de pé, poeta!

A Suzana Martins (tratada carinhosamente por Su), do blog Minhas Marés, alertou-me que hoje era o Dia do Poeta ou da Poesia. Como pequena homenagem a esses escritores das emoções do corpo e da alma (Su, Du, Urbano, Camila, entre tantos outros), deixo aqui uma poesia de uma poetisa que conheci nessas andanças pela blogosfera. Bem que gostaria de ter usado uma que tivesse sido enviada para a Casa do Poeta, mas ainda não tive esse privilégio. (risos)

Clique no título da poesia abaixo. Leia-a diretamente na página da autora. Prometo que a leitura será embalada por uma música deliciosa!

Crédito: Site da autora

Planar

   (Lucelena Maia)

Voar, voar, experimentar a juventude,

Fustigar cada segundo de liberdade...

Num engenhoso desafio de mocidade,

Ao abrir as asas, ignora a altitude.

Do alto, olha a vida, com ousadia,

Sente-se nuvem, sol, terra e ar

Dona da natureza, soberana a reinar,

Sobrevoa o mundo, sua alforria.

Corajosamente, vôos rasantes, tenta,

Sem temor, em livre queda se lança,

E a vaidade jamais a atormenta.

Jovem águia, testando se conhecer, 

Ousa ir aos confins da esperança...

Voar, voar, subir, subir, amadurecer...

 

PÕE-TE DE PÉ, POETA / Lucelena Maia

PÕE-TE DE PÉ, POETA!Estou certa de que, durante as muitas estações, entre rascunhar, reescrever e finalizar os poemas deste livro, eu passei a limpo muito de mim, fiz descobertas e sofri mudanças que me fizeram crescer e entrar no mundo da criação poética.
Poetas me inspiraram, não só os famosos, mas bons poetas, com os quais tenho o prazer de conviver e trocar experiências.
Põe-te de pé, poeta! é um poema escrito em um momento árido e desértico de inspiração e, nele, eu me desnudo. Por isso resolvi colocá-lo na capa deste livro, onde me deixo fluir nas linhas, ora felizes ora nem tanto, mas sempre sinceras.
Faço uso da linguagem poética, da inspiração latejante, das palavras simples e da minha própria necessidade de expressão, para lapidar estes versos. Desabafei? É possível que sim. Aqui, sou minha própria essência, pois o poema carrega uma fragrância, que somente a poesia poderia transformá-lo em essência.
Este livro deposita a minha voz aos pés do leitor, declamando o passeio pela natureza, os meus sentimentos e o meu próprio eu, quando revivo a infância tão carregada de coisas simples.
Sigo por estas páginas, de modo determinado, até ousado, expondo-me, porque sou tudo o que escrevo, até o fim. Lucelena Maia

Este é o primeiro livro de poemas de Lucelena Maia.
Paulista, administradora de empresas, escritora e poetisa, a autora reside em São João da Boa Vista/SP, desde janeiro de 2007, após ter vivido em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, durante dezoito anos, dizendo-se, por isso, mineira de coração.
Em julho de 2003, lançou seu primeiro livro, o romance Um alvo calculado. Em 2004, participou da Antologia Poética @teneu.Poesi@, lançada na XVIII Bienal Internacional do Livro de São Paulo, onde, junto com outros poetas fez-se presente na sessão de autógrafos. Em 2005, lançou o seu segundo romance, Sombras de uma profecia. Todos publicados pela Scortecci Editora.
Lucelena é membro do IAT – Instituto de Artes, Cultura e Ciências do Triângulo - e ocupa a cadeira XXXIX da Academia Leonística Mineira e Brasiliense de Letras, tendo Guimarães Rosa como seu patrono.
É, ainda, madrinha do Coro Municipal de Novo Hamburgo/RS, que assim a diplomou por seu empenho em possibilitar a participação desse grupo de vozes na IV Mostra Vocal – Cantares da Primavera, promovida pelo IAT.

Fonte: Scortecci Editora

9 Recado(s). Após o sinal, deixe o seu!:

Su

Ain, Juca que lindo!!!
Primeiro parabéns para Lucelena por tão belas palavras, que lindo esse poema!! Dá vontade de sair por aii voando e escrevendo, reescrevendo tuuudo... que delícia de ler esse poema!!!
E muito obrigada pelas "emoções do corpo e da alma"... creio que a poesia nos eleva a isso, a essas emoções e sensações inexplicáveis de alegria, euforia, muitas vezes tristezas que são lavadas pelo simples fato de escrever!!!
obrigada, viu?!!
Beeeeijooos...
TE adoooooroo

Glayce Santos

Olha só, dia do poeta! Que legal!
E eu estou esperando o dia 27 para postar um poema... Adoro literatura brasileira!
Adoro qualquer tipo de escrito ou diálogo que falem de sentimentos...ai, ai! Assim como cinema europeu, não sei se viu no meu blog na ultima postagem... São diálogos tão expressivos quanto belissimos poemas!

Então...

Boa Terça-Feira!

Lerei mais tarde o poema diretamente da CASA da autora...

BJS

Que maravilha Juca poema perfeito dá mesmo vontade de voar.
Não sabia que ontem foi dia do Poeta, vivendo e aprendendo sempre.
Meu lindo, tenha paciência seu projeto dará certo, precisamos nos uniar para divulgar mais, por isso no post de divulgação eu disse que iria postar um poema por semana e colocar o banner para divulgação, assim penso ficará mais conhecido de todos.
Mas tudo tem sua hora e as coisas boas só podem dar certo.
Beijos em seu coração e não se esqueça de pedgar seus mimos lá em casa!
Rô1

Carla Beatriz

Que lindo, pena que eu não tenho mesmo alma de poeta ...

Ju Pietra

Sabe, Juca, são poemas como esse que me fazem ter vontade de continuar planando sobre os céus... Sem desistir, sem desanimar...

Muito lindo!!
Beijo

Anônimo

Que bacana, dia do poeta. Se eu tivesse vindo aqui antes e visto, tinha dado os parabens para muita gente por ai.
Um abraço, amigo.
Cam

crazyseawolf

Nossa, se eu soubesse disso, teria preparado alguma coisa...

Camila

Juca!
Nem acredio que você me colocou ao lado de pessoas que escrevem tão bem! Eu sou fã deles três!

Adorei esse poema da Lucelena Maia... Misturar vôo com esperança é sempre um coisa maravilosa, porque ter esperança é mesmo uma maneira de estar livre, e então voar, e vice-versa.

Beijinhos, Juca!

Juca

Su, Glayce, Rô, Carla, Ju, Cam, Cidão e Camila, desculpem-me pelo atraso na resposta! O corre-corre, como sempre, nos atrapalhando! rsrs

Obrigado a todos por abrilhantar meu post com seus comentários! :-)

Beijos pras meninas e abraços pros meninos (só o Cidão, mesmo)! \o/

Assinar Feed dos Comentários

Postar um comentário

Obrigado por deixar seu comentário sobre os serviços da "Lavanderia Virtual". Procurarei respondê-lo o mais rápido possível. Volte sempre! :-)

Abraços,
Juca (o gerente)



 

  ©Template Lavanderia Virtual, Customizado por Juca, baseado em Blogger Addicted.____Icons by DryIcons._____Ping Technorati____