sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Blogagem Coletiva: Hoje é dia de Cecília!

Crédito: Leonor Cordeiro

Esta blogagem coletiva de iniciativa da Leonor Cordeiro, do blog Na dança das palavras..., traz um pouco de cor e poesia à blogosfera no dia de hoje, mais precisamente traz a poesia e a alma de uma escritora brasileira, Cecília Meireles.

Cecília Meireles nasceu no Rio, em 7 de novembro de 1901, mesma cidade em que morreu, a 9 de novembro de 1964. A menina foi criada pela avó materna, Jacinta Garcia Benevides.

"Nasci no Rio de Janeiro, três meses depois da morte do meu pai, e perdi minha mãe antes dos três anos. Essas e outras mortes ocorridas na família acarretaram muitos contratempos materiais, mas ao mesmo tempo me deram, desde pequenina, uma tal intimidade com a morte que docemente aprendi essas relações entre o Efêmero e o Eterno. Em toda a vida, nunca me esforcei por ganhar nem me espantei por perder. A noção ou sentimento da transitoriedade de tudo é o fundamento da minha personalidade."
Cecília Meireles

 

 

Cântico IV

Tu tens um medo:
Acabar.
Não vês que acabas todo dia.
Que morres no amor.
Na tristeza.
Na dúvida.
No desejo.
Que te renovas todo dia.
No amor.
Na tristeza.
Na dúvida.
No desejo.
Que és sempre outro.
Que és sempre o mesmo.
Que morrerás por idades imensas.
Até não teres medo de morrer.
E então serás eterno.

 

 

"Cecília levita, como um puro espírito...Por isso ela se move, "viaja", sonha com navios, com nuvens, com coisas errantes e etéreas, móveis e espectrais, transformando em pura poesia essa caminhada. Uma das excepcionalidades de Cecília Meireles: a composição de uma poesia densamente feminina, não apenas a poesia feita por alguém que é mulher, mas obra de mulher, de um sem número de perspectivas sobre as coisas que os homens não teriam, poesia na qual uma das grandes forças é a delicadeza, e delicadeza de poeta, que transfigura a vida em canto..."
Ana Cristina Cesar

Crédito: Site TV Cultura

Crédito: TV Cultura

"Aprendi com a primavera a me deixar cortar.
E a voltar sempre inteira."

 

"Liberdade, essa palavra que o sonho humano alimenta
que não há ninguém que explique e ninguém que não entenda"

Fonte: TV Cultura

 

Quer aprender mais sobre ela? Clique aqui sem medo!

30 Recado(s). Após o sinal, deixe o seu!:

Georgia

Sem dúvida uma excelente escolha a sua e o link já foi anotado.

Estamos vindo aqui dar um alô de que a blogagem da Adocao comeca na Segunda-feira e termina no Sábado.


Escolhe por favor um dia para postar o seu texto e nos avise por favor.

Um abraco do Dacio
http://casadefestas.blogspot.com/

e da Georgia
http://blog-blogagem.blogspot.com/

Su

Cecília respirava poesia de uma forma leve, marcante, intimista e mais que isso, de uma maneira tão poética que até hoje sinto poesia quando se fala em Cecília. A sua maneira de mostrar o lado feminino de uma forma que homem nenhum é capaz de entender, a maneira que sonhava com navios, praia, mar, nuvens e apenas Cecília conseguia musicalizar todas essas sensações de maneira tão poética. Cecília levemente transformava suas poesias em canções de contentamento encantando a todos, e se descrevia como ninguém em cada verso, cada rima e cada estrofe.

Ahh... eu amo Cecília!!!!

Mulher forte, que nem medo tinha da morte!!!

Beijoos, Juca!!!

"Aprendi com a primavera a me deixar cortar.
E a voltar sempre inteira."

Tem coisa melhor que ler Cecília.


Também queberei a regra da Leonorn não resisti.
Minha paixão por Cecília e maior que qualquer regra.

Parabéns meu lindo, como sempre você perfeito em tudo que assume.

Beijos!
Rô!

luzdeluma

Juca, comentei no blogue da Herika sobre essa frase que postou "Aprendi com a primavera a me deixar cortar. E a voltar sempre inteira." Foi ela a responsável por eu abrir meus olhos para Cecília Meirelles e para os ciclos da nossa vida. Boa Blogagem!! Beijus

Carla Beatriz

"...Liberdade, essa palavra
que o sonho humano alimenta
que não há ninguém que explique
e ninguém que não entenda..."

Cecília Meireles

Esse verso está no meu perfil do orkut.

Foi no 2º grau que aprendi a gostar de Cecília Meireles, por causa de meu professor de Português e Literatura Brasileira. :-)

Beijos

EternaApaixonada

*****

Hoje não farei nada mais que navegar pelos lindos mares e deleitar-me com as homenagens prestadas à querida poetisa!
Parabéns pelo lindo post! Um esplendor de escolhas que tanto exprimem a obra de Cecília Meireles!
Grande abraço.

*****

Du

Puxa...estou cada vez mais fã de Cecília! Esta poesia que você postou aqui é uma das mais bonitas que li até agora!!! \o/
Parabéns, Juca! Teu post ficou muito lindo e delicado!

Beijão no coração!

Juca

Obrigado pela presença, Georgia! :-)

Vou agendar meu dia da postagem e depois passo a data pra um dos dois!

Beijos!

Juca

Suuu, obrigado pela presença! :-) Você destacou exatamente aquilo que me chamou atenção na personalidade dela: ela desafiou a morte!

Beijos!

Juca

Rô, obrigado pela presença! Esta frase que você destacou também mexeu muito comigo. :-) Diz muito da personalidade do escorpiano!

Beijão!

Juca

Pois é, Luma, quando li esta frase achei-a de uma profundidade contagiante. Sinto-me assim também!

Obrigado pela presença! :-)

Beijos!

Juca

Bom-dia, Carla! Obrigado pela presença! :-)

E o interessante foi encontrar um áudio com a Cecília declamando este trecho. Ela tem uma firmeza na voz! Tive que trazê-lo pra cá! rsrs

Beijos!

Juca

Olá, Helô! Obrigado pela presença! :-)

Que bom que aqui pôde se deliciar com a poesia e a alma da Cecília!

Volte sempre!
Beijos!

Juca

Duzinhaaaa, você sempre me mimando! rsrs Obrigado pela presença! :-)

Fico feliz que minha escolha tenha tocado seu coração. :-)

Beijos!

EternaApaixonada

*****

Um mimo para esta noite:

O AMOR

É difícil para os indecisos.
É assustador para os medrosos.
Avassalador para os apaixonados!
Mas, os vencedores no amor
são os fortes.
Os que sabem o que querem
e querem o que têm!
Sonhar um sonho a dois,
e nunca desistir da busca de ser feliz,
é para poucos!!!

© Cecília Meireles

Tenha uma linda noite! Doces sonhos!
Beijos

Helô

*****


Sintonias do Coração

ETERNOS SONHARES

Coisas da Helô ©

*****

Juca

Obrigado pelo mimo, Helô! Adorei mais estes versos da Cecília!

Tenha também uma linda noite! :-)

Beijos!

Ju Pietra

O teu post sobre a Cecilia foi o primeiro que eu li... Ta lindo Juca... Gostei muito... Ficou mesmo muito lindo...
Bom, e me mandaram puxar uma orelha. Então...
;)

Beijos
Ju

Juca

Obrigado, Pietra! Adorei sua presença aqui na blogagem!

Bom, senti o puxão daqui! rsrs Já resolvo isso! :-)

Beijos!

crazyseawolf

Bela escolha Juquinha!!!

Juca

Obrigado, Cidão! :-)

Glayce

JUCA! \O/
Estava com saudades /o\!!!!
Foi boa a festa de niver???
=)
Cecília...PERDÃO, mas hj vou me abster um pouco! Eu não sou muito "chegada" nela, sem desmerecer, claro!
Mas o poema escolhido por vc e pela Du, eu gostei!
"No desejo.
Que te renovas todo dia" Nos move diariamente!

Beijão, JUCA!

Juca

Oi, Glayce!

A festa virtual foi boa, porque a real não teve! rsrs

Que bom que minha escolha te agradou, te tocou um pouquinho! :-)

Obrigado pela presença! A gente se fala depois pelo MSN ou pelas caixinhas! rsrs

Beijão!

Ana

Cecília é linda, é forte, e será o nome de minha futura filha.

Eu leio Cecilia desde sempre, tinha treze anos quando painho me de um livro que foi dele quando jovem, nele eu aprendi a sentir as palavras ao invés de só dizê-las.
Um beijo de carinho, o blog é lindo, e volte sempre ao Cereja, é sempre bem vindo.

;*

Camila

Ai, achei essa blogagem coletiva a coisa mais linda de viver. Pena eu estar realmente sem tempo e não ter podido participar com vocês. Na próxima vez, eu participo! Porque eu realmente levito ao ler Cecília!

Beijinhos, Juca!!!

Flor ♥

Olá, Juca !
Essa visitinha de hoje tem um motivo especial!
Quero convidar você a participar de uma mais do que justa homenagem a grande poetisa Florbela Espanca, que em 8 de dezembro faria aniversário...
Gostaria de poder contar com você para distribuir pela blogosfera o perfume e o sabor de sua poesia, em Blogagem Coletiva no próximo dia 8 de dezembro, em “INTERLÚDIO COM FLORBELA”. Venha fazer parte desse grupo que aplaude e reverencia essa mulher excepcional que tanto contribuiu para a beleza do mundo com seus poemas!

http://interludioemflor.blogspot.com/2008/11/interldio-com-florbela.html
Beijos!

Flor ♥

leonor cordeiro

Olá Juca !

Estou aqui para ter o prazer de ver a sua linda postagem e agradecer a sua participação.
Conseguimos 170 blogs que enfeitaram a blogosfera com os poemas e as crônicas de Cecília Meireles.
Sua participação foi fundamental.
Grande abraço !

Leonor Codeiro

Juca

Olá, Ana!

A escritora ficaria muito lisonjeada com sua homenagem, colocando o nome dela em sua filha! E que maravilhoso exemplo seu pai lhe transmitiu! Parabéns aos dois!

Obrigado pela visita e pelo elogio ao blog! Fez bem saber que minha dedicação ao blog lhe agradou de alguma maneira!

Beijos!

PS: Pode deixar que passarei lá sempre que der! Volte sempre também! :-)

Juca

Oi, Camilinha!

Já que gosta da Cecília e não pôde participar da blogagem dela, aproveito para convidá-la para a blogagem em homenagem à Florbela Espanca, caso seja de seu agrado. Será dia 08 de dezembro, dará para se programar a tempo!

Beijos!

Juca

Flor, obrigado pelo lindo convite! Já aceitei e fiz minha adesão. Também fiz um post convidando os leitores e deixei o selo da blogagem lá na barra lateral.

Até lá!
Beijos!

Juca

Olá, Leonor!

Obrigado por vir prestigiar meu post. Fico feliz que tantos blogs tenham aderido à homenagem a Cecília. Parabéns pelo sucesso alcançado e até a próxima blogagem!

Abraços!

Assinar Feed dos Comentários

Postar um comentário

Obrigado por deixar seu comentário sobre os serviços da "Lavanderia Virtual". Procurarei respondê-lo o mais rápido possível. Volte sempre! :-)

Abraços,
Juca (o gerente)



 

  ©Template Lavanderia Virtual, Customizado por Juca, baseado em Blogger Addicted.____Icons by DryIcons._____Ping Technorati____