terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Casa do Escritor: Ela queria casar

O texto que apresento hoje tem duas finalidades: a primeira, trazer aos leitores uma deliciosa contribuição da querida escritora e poetisa Vanessa Anacleto, do blog Fio de Ariadne; a segunda, um presente simbólico, como a própria autora definiu (a explicação está lá no final do post).

Crédito: Casamento-Noiva.com

Ela queria casar

Ela queria casar
Ainda que estranhassem os que a conheciam
Pelo carro do ano, o apartamento arrumado, a janela do quarto de frente pro mar
O trabalho invejado, a roupa perfeita, o olhar

Ela queria casar
Ainda que falassem todos os que a queriam
Que isso não é mais assim
Mulher hoje não precisa de ninguém

Ela queria casar
Casar e casar somente
Nem o MBA, todos os livros na cabeceira, os discos de jazz, nem mesmo os projetos podiam fazê-la esquecer que só queria uma coisa: casar

Mas, com quem?
Não encontrou
Achará

Só sabia o nome do feitor do vestido,
a música que tocará,
quantos doces e cores a mesa terá
Ela queria casar

E querendo, casou
Um coadjuvante achou,
Aceitando em cima do bolo ficar
Casar porque este é meu sonho
E de sonho a festa vou ter

Ela queria casar
E casou
Na lua-de-mel viajou,
um álbum de fotos tem pra mostrar

Ela queria casar
E voltou para o apartamento,
pro quarto de frente pro mar

Ela queria casar
E fim esqueceu que é preciso levar
a vida até o sonho acabar
E acabou tão logo que não houve lágrima que pudesse chorar

O divórcio saiu num instante
Ficaram o emprego, janela e o mar
Ela só queria casar...

(Vanessa Anacleto - 28/11/2008)

rose

vanessa

Nasci em Petrópolis, região serrana do Rio de Janeiro, em 1969. Minha mãe - as mães realmente conhecem seus filhos - desde que eu era pequena, dizia que eu seria escritora. Eu não dava importância ao que ela dizia. Os filhos realmente custam a entender as mães.

Comecei a escrever como hobby em 2005 e montei um blog para dar um formato aos textos. Hoje, escrevo todos os dias e mantenho um blog porque o escritor muitas vezes precisa ser lido para compreender o que faz. O retorno dos leitores do Fio de Ariadne me ajuda a tirar mais textos da cabeça.

rose

Nota do editor: Bom, a explicação que faltou lá no começo é a seguinte: hoje é aniversário da Vanessa e ela havia me confidenciado que o post seria um 'presente virtual'!present

Então, Vanessa deixo aqui meus votos de feliz aniversário! Muitas realizações na área literária, também! smile_partycakemartini

13 Recado(s). Após o sinal, deixe o seu!:

Su

Que presentão, hein Juca?!!
Só você mesmo!!!

Parabéns para a Vanessa, que venham mais contos, mais poemas, amis escritos... Que venham mais e mais!!!

E como ela só queria casar, pronto! Casou! Se os sonhos dela tivessem envoltos de um amor cheio de cores, de frente para o mar, com música perfeita... o sonho tbm seria realizado!!
Adorei o poema!!
parabéns, Vanessa!!

Parabéns, Juca!!
Beijoos

Fico feliz por você meu querido Juca.
Feliz por ler tão boas coisas aqui nesse seu espaço.
Parabéns Vanessa, prente lindíssimo nesse dia tão importante.
Ela realizou o sonho e fim pronto casou...!
Beijos!
Rô!

Camila

Gosto de poesia. Gosto ainda mais de poesias que dizem a verdade. E essa mulher é igual a tantas outras do mundo moderno. Porque nós continuamos a ser românticas apesar de termos tudo. Mas queremos tudo mesmo. Queremos amor também. Eu quero!

Parabéns, Vanessa, linda participação na Casa do Poeta (ou da poetisa, né?).

Juca, ótima escolha!!!

Beijos pros dois!

Vanessa

Juca, ficou lindão! Muitíssimo obrigada pelo presente virtual, amei!

abraço

Carla Beatriz

Lindo, lindo, lindo!

Lembra um pouco a história de minha vida. Snif.

Du

Oi Vanessa!
Fui lendo o seu poema e identificando minha própria vida, na época em que queria casar e então casei. Logo veio o divórcio, mas mesmo assim ficou a sensação do querer cumprido. Adorei seus versos, viajei neles!

Juca, eu fiquei imaginando quem estaria aqui hoje e apesar de recém estar conhecendo a Vanessa, adorei! \o/

Beijos, te adoro!

Renata

Oi Juca!

Presentão pra gente também. Adoro a Vanessa e acho muito digna da Casa do Escritor. Estou adorando esse seu projeto. Quem sabe não me arrisco qualquer dia.

Beijão!

Adriana

Juca!! Amei!! Nossa, como estou gostando de passar por aqui e ler esses textos, menino!!

Parabéns, Vanessa, pelo aniversário e pelo texto! Um texto lindo e super verdadeiro. Existem muitas mulheres assim, eu mesma conheço algumas! Já eu não casei na igreja, aliás, essa idéia não me encanta, sempre que vou a um casamento fico refletindo em qual o sentido dessa festa, mas respeito e admiro quem se esforça para tê-la. Mas, o mais importante mesmo é o que vem depois, casamento não é brincadeira... O engraçado é que, muitas vezes o noivo é mesmo um mero coadjuvante! Rsrs.. Ah, mulheres...

Beijos!!

Georgia

Juca muito bom. E já passei lá na Vanessa.

Vc está sabendo dessa blogagem? Fiz um convite no meu blog, mas vc poderá confirmar se deseja participar no link abaixo.

Blogagem Coletiva Direitos Humanos 2008 II (Aval das Nações Unidas)

Maiores informacoes aqui:

http://fenixadeternum.blogspot.com/2008/11/direitos-humanos.html

Um abraco e boa noite

Éverton Vidal

Adorei um texto. Coisa de escritor mesmo. É criativo e é gostoso de ler, com um "q" de humor também, e muita realidade (coadjuvante é demais rs).

Meus parabéns Vanessa! Pelo texto e pelo aniversário.

E Juca, acho que estou vacilando em nao acompanhar direito o projeto "casa do escritor".

Abraçao.
Inté!

Max

Oi Juca e Vanessa!

Gostei imenso do poema: e engraçado, o meu post desta semana também foi sobre o casamento lol.

É, o casamento é muito mais do que a festa e a lua-de-mel; uma vida a dois deve ser passada com a pessoa que amemos de verdade (o suficiente para aturar todas as suas manias), com uma pessoa com quem partilhemos os mesmos sonhos e ambições, uma pessoa com quem nos vejamos a ultrapassar barreiras etc...

Amei! :D

Ah, parabéns à Vanessa!

Beijos

Carol

Nossa amei essas palavras!
O noivo coadjuvante foi ótimo, você é muito talentosa garota.
Parabéns pela primavera, traz mais texto pra lavar aqui.

Bj!

FrancisFerreira

Amiga Vanessa:

Que lindo poema, dando conta de como é a vida, sonhos tanto tempo sonhados e logo, logo, eles estão acabados.

Deixa-me dar-te os parabéns atrasados.

O passar dos anos
dão-nos saber,
podem fazer danos
mas isso é viver,
vamos envelhecendo
e vamos embelezando
o nosso interior,
novas gentes conhecendo
que nos vão dando
alegrias, carinho, amor,
mas também a tristeza
nos vai amargurando,
com o passa da vida,
mas ganhamos firmeza
para enfrentar a corrida
que são os anos passando.


Francis Ferreira

Assinar Feed dos Comentários

Postar um comentário

Obrigado por deixar seu comentário sobre os serviços da "Lavanderia Virtual". Procurarei respondê-lo o mais rápido possível. Volte sempre! :-)

Abraços,
Juca (o gerente)



 

  ©Template Lavanderia Virtual, Customizado por Juca, baseado em Blogger Addicted.____Icons by DryIcons._____Ping Technorati____